Zeca e Ema rendem-se finalmente aquilo que sentem um pelo outro, mas Raul apanha-os e não reage da melhor maneira. Tudo acontece quando Célia ouve Zeca a pedir às irmãs para o deixarem sozinho em casa para se puder encontrar com Ema. A vilã vê aqui uma oportunidade de estragar a vida à mãe de Joana e conta a Raul do encontro que vai acontecer entre os amantes.

Quando Ema e Zeca se encontram, acabam por ser surpreendidos pela chegada do marido de Ema que os apanha aos beijos. Completamente fora de si, o vilão atira-se a Zeca começando uma luta entre os dois. De imediato, a mãe de Zequinha parte à procura de ajuda e encontra Gisela nas ruas do bairro.

Acompanhadas por um polícia e Maria Helena, Ema e Gisela acabam com a luta e Zeca aproveita a presença de um polícia para acusar Raul de praticar violência doméstica contra Ema. Depois de perceber que o neto não tem limites, Maria Helena leva-o por um braço para casa enquanto lhe dá um raspanete.

Em casa, Raul mostra-se determinado em eliminar Ema da sua vida e para começar começa a retirar todas as roupas da esposa dos armários, sendo que pouco depois acaba por as queimar no exterior da casa.

Fonte: Maria