No gabinete não está ninguém. Mel entra sem fazer barulho com o objetivo de descobrir a letra que Gabriel e Rita lhe escreveram. Como não encontra nada, abre várias caixas de CD e folheia livros e revistas. Entre eles, cai um papel.

Mel fica em choque depois de descobrir uma carta da mãe quando esta era jovem, ficando a saber da paixão que nutria pelo cantor. "Há anos que andas a sofrer por causa do teu pai e não é justo. E também não é justo teres de ficar preso a ele para sempre. Eu estou do teu lado, vou estar sempre e, se quiseres ir embora, eu vou contigo.  Fugimos,  deixamos tudo para trás e vamos ser felizes noutro sítio. Mereces muito ser feliz. Conta comigo…", lê Mel que fica atordoada.

Mais tarde, Linda está encostada ao balcão, a ver o vídeo da atuação de Romeu e Mel no seu telemóvel. Tem os olhos repletos de lágrimas. Nesse momento, a filha entra da rua. "Explica-me o que é isto!", exige a jovem à mãe, enquanto lhe estende o telemóvel com a fotografia da carta.

Linda fica sem reação: "Isso são modos de entrar aqui? É o que te ensinam lá na casa dos ricaços?", questiona Cátia. "Não te metas, tia! Diz-me, mãe. Tu e o Romeu eram só amigos ou andaram enrolados um com o outro?", pergunta-lhe a jovem.

A mulher de Bruno fica muito atrapalhada e Cátia sai em defesa da irmã. "Não achas que já magoaste a tua mãe que chegasse? O que é que queres mais?", grita.