Tal como avançamos anteriormente, Vera protegerá Maria Rita quando todos pensam que esta a pode ter empurrado das escadas. Contudo, isto é apenas mais um esquema da vilã que acabará mais cedo ou mais tarde por acusar a pastora de a ter tentado matar.

Quando o pai das jovens fica a saber por Vera que Maria Rita é a culpada da sua queda, recrimina fortemente a filha de Carolina, mas esta para além de se defender ainda lhe revela estar arrependida de o ter ajudado quando mais precisou de si. No hospital, Vera aproveita para manipular David e o colocar contra a meia-irmã, ficando satisfeita por este lhe revelar que se encontra separado de Maria Rita.

Entretanto, já todos ficaram a saber das acusações de Vera e Maria Rita fica destroçada por ninguém acreditar em si. Com a chegada de David, a filha de Henrique fica ainda mais magoada, uma vez que nem este acredita em si. Assim sendo, a pastora decide refugiar-se no quarto.

No dia seguinte, Maria Rita vai ao encontro de Vera e confronta-a com as suas mentiras. Sem qualquer pudor, a vilã assume ter fingido tudo, mostrando um ar de superior. Porém, Maria Rita retira o telemóvel de trás das costas e revela ter gravado a conversa toda, deixando Vera em choque. Contudo, a vilã consegue retirar-lhe o telemóvel, mas quando Maria Rita tenta recuperá-lo, não corre bem.

A pastora é interrompida pela chegada de Constança que pensa logo que a meia-irmã está a atacar Vera. Apesar de se tentar explicar a Constança, Maria Rita percebe que está tudo perdido e de facto está! Assim que Constança chega a casa conta a toda a família que viu Maria Rita a atacar Vera no hospital. De imediato, Júlia quer pôr a pastora fora de sua casa o quanto antes.

Fonte: Maria