O apresentador escreveu: “Hoje a Cristina sentou-se no meu sofá encarnado para uma conversa que resume parte da minha vida e um pouco deste ano desafiante. Aqui sentado nele a escutar a entrevista, vejo o cadeirão azul que está em frente. Faz um ano, que neste cadeirão azul na minha sala se sentou o Nuno Santos que já tinha sido meu diretor na SIC e tinha acabado de assumir a direção de programas da TVI".

Apesar de ser agora Cristina Ferreira quem assina por baixo nas decisões, a contratação de Cláudio Ramos foi feita antes da nova diretora da TVI sair da SIC.
"Chegou com a proposta mais arriscada de toda a minha vida profissional até ali. Queria que eu fosse o apresentador do 'BB 2020'. Eu estava, finalmente, muito feliz na SIC e de repente tinha o Nuno a desafiar-me para dar o salto. Um salto do tamanho do futuro".

Recorde-se que na referida entrevista, Cláudio Ramos lamentou ter sido sempre um apresentador de segunda ou terceira linha na estação de Paço de Arcos.
De seguida, descreve como foi apaziguadora a conversa com Nuno Santos: "Foi uma conversa calma, serena, prática e objetiva. O Nuno foi claro ‘sei que és capaz e eu quero muito!’. Eu sempre tive certezas absolutas do que queria e eu queria isto. Pela primeira vez um diretor convidava-me a mudar de escalão depositando total confiança em mim correndo todos os riscos. Decidi ali, aceitando esses riscos e escondendo o medo, que a minha vida profissional mudaria para sempre desafiado pelo Nuno. Comecei naquela noite outro caminho... O resto já todos sabem. Já contei. Já é público e quero que saibam que tem sido um caminho feliz”.