Cristina Ferreira voltou a entrevistar Cláudio Ramos, desta vez no programa das tardes de sábado “Conta-me”, na TVI, mas que desta vez foi emitido no primeiro dia do ano, sexta-feira.

A entrevista é emitida no momento em que o comunicador de 47 anos se encontra prestes a estrear-se em duas duplas na TVI: volta aos domingos à noite ao “Big Brother – Duplo Impacto” com Teresa Guilherme como parceira e a partir de segunda-feira estará no “Dois às Dez” com Maria Botelho Moniz.

Um dos principais tópicos da conversa foi a mediática transferência do vizinho da própria entrevistadora, na altura, no “Programa da Cristina”, da SIC para a TVI. Cláudio Ramos revela que se sentia realizado ao desempenhar aquele papel nas manhãs da SIC mas que no início do ano foi contactado pela TVI com uma proposta para apresentar o grande formato de domingo à noite: “Big Brother 2020”.A minha única preocupação naquele momento todo foste tu“, começa por dizer à atual diretora da TVI: Eu sabia que para ti não era só o vizinho“.

Cristina Ferreira questiona porque não lhe contou mais cedo o que se estava a passar e apenas no dia em que se veio embora. Cláudio confessa: “O medo não era de tu dizeres ‘não vás’. Era de dizeres ‘eu vou tratar da tua situação’. O meu medo era que tu dissesses ‘a SIC vai-te aumentar, vai fazer um mega contrato e tu não te vais embora daqui’”. E acrescenta: “Eu era na SIC uma eterna segunda figura ou terceira figura. Esta é a realidade“.

Quanto ao ser a cara do maior formato do canal, o apresentador revela: Eu estreei cheio de medo“. A esta distância admite que não estava preparado “para levar com tudo o que se disse, se escreveu, o peso do programa, os números“.

No entanto, Cláudio Ramos acabou por ser substituído por Teresa Guilherme, por opção de Cristina Ferreira, para apresentar a edição seguinte: o “Big Brother: A Revolução”. Cristina Ferreira perguntou-lhe diretamente: “Porque é que acreditaste em mim quando toda a gente disse que me ia vingar?“. O seu ex-vizinho respondeu-lhe: Porque eu conheço-te“.

Apesar de Cláudio Ramos, aquando da sua transferência entre os canais privados, ter sempre dito que apresentar o “Big Brother” era o seu grande sonho de sempre, no “Conta-me” afirmou que: “As manhãs são a melhor coisa que me acontece. Se me dissesses ‘manhãs ou ‘Big Brother”, eu escolho as manhãs“, contou. Eu sonhei a vida toda fazer as manhãs“, confessou.