O novo programa das manhãs da TVI já está no ar. O 'Dois às 10' estreou na passada segunda feira, dia 4, e conta com Cláudio Ramos e Maria Botelho Moniz como anfitriões. O arranque do matutino da TVI foi muito elogiado nas redes sociais, mas o que ninguém sabe é como se viveu o ambiente nos bastidores antes do "3... 2... 1... No ar!". Descubra:

Ás 7 da manhã, os apresentadores já se encontravam nas instalações da TVI, prontos a "pegar ao serviço". Os nervos tomaram conta dos apresentadores, que estavam muito entusiasmados. Cláudio Ramos, que tinha estreado o 'Big Brother - Duplo Impacto', revelou que nem chegou a dormir, pois chegou a casa de madrugada.

«Sinto que estive sem respirar durante três horas»

Maria Botelho Moniz mostrou cumprir os seus rituais de estreia. Levou anéis, nos quais existe um que, em memória do seu falecido pai, ela roda e olha para cima, em espécie de homenagem. Além disso, fez questão de entrar no estúdio com o pé direito.

«Uns minutos antes de começar, deu-me um aperto no estômago», revela a apresentadora da TVI, em declarações à TV Mais. Partilha também que, ao contrário do colega e amigo, apenas leu uma única mensagem antes e depois do direto. Foi a da sua mãe. «Ela enviou muitos corações, disse que estava muito orgulhosa e, acima de tudo para eu e o Cláudio nos divertirmos» diz Maria, sorridente.

«É um sonho tornado realidade», afirma. «É a certeza que quinze anos na 'trincheira' valeram a pena». A atriz diz também que todo o seu trabalho apenas fazia sentido porque tinha este objetivo de, um dia, fazer as manhãs de um canal generalista. Afirma ser muito gratificante alcançar o seu grande objetivo televisivo, mas agora o seu foco é provar que merece o lugar que está a ocupar. Depois de várias entrevistas, a antiga apresentadora dos Extras do BB deitou-se no sofá e relaxou.

O colega Cláudio Ramos também revelou os seus rituais de estreia. Além da meditação, o apresentador não abdica dos seus amuletos da sorte, mostrando ser um homem de muita fé. «Uso sempre a minha pulseira da sorte. Também tenho sempre ao pescoço um escapulário da Nossa Senhora de Fátima com umas gravações feitas propositadamente para mim. Tenho ainda um crucifixo de Nosso Senhor e uma espada do arcanjo Gabriel», partilha o eterno 'vizinho' de Cristina Ferreira.

«Trocamos umas palavras antes de entrar», revelou Maria Botelho Moniz. Os dois amigos resguardaram-se e, em privado, trocaram algumas palavras bonitas. O conteúdo da conversa é que decidiram não partilhar com ninguém. «Vamos recordar aquela conversa», salvaguarda o apresentador. Já a apresentadora afirma que o que nunca irá esquecer foi o olhar cúmplice entre os dois no primeiro "está no ar!". «Queremos estar à altura do desafio», conclui Maria.

O apoio de Cristina Ferreira

Quem estava também presente em estúdio era Cristina Ferreira, diretora de entretenimento e ficção da TVI. Esta esteve sempre dentro da régie e nos últimos minutos de programa, dirigiu-se ao cenário do programa. Quando sairam do ar, o primeiro aplauso foi o de Cristina, que gritou "Parabéns!". Logo depois, foi ao encontro de Cláudio e Maria.

A apresentadora partilha: «Assim que terminou, perguntaram-me o que tinha corrido menos bem. E eu, que sou uma rapariga de dizer logo o que acho, respondi imediatamente o que correu mal. Este é o rumo certo e sólido [para a TVI]». «Estamos todos muito felizes e motivados», afirma Cristina Ferreira, que não esconde a emoção e a esperança de que esta dupla são o futuro do canal de Queluz de Baixo.

Por fim, o cenário agradou à maior parte dos telespetadores. Com cores simples num grande espaço, este traz a leveza necessária a este tipo de formatos.

Cenário "Dois às 10"