O responsável pela rubrica ‘A Máquina da Verdade’, José Fernandéz de Landa, no programa que a TVI exibiu durante 10 anos nas tardes da semana, ‘A Tarde é Sua’, voltou a tecer duras críticas à produtora, a Fátima Lopes e esclarece agora a saída da TVI numa entrevista à Revista TV 7 Dias.

“Foi a própria Coral quem afundou o programa. Em julho, a Coral propôs a realização do polígrafo para apoiar o Big Brother e nós recusámos ser instrumentalizados para encobrir as histórias falsas em que os reality shows se baseiam. Então houve uma rutura total, foram rudes e agressivos“.

O espanhol afirma que se tivesse sido convidado para permanecer nas tardes, ao lado de Manuel Luís Goucha, não iria aceitar. “Reconheço que o Goucha é um apresentador muito válido e, com certeza, vai fazer muito melhor do que a Fátima Lopes. Já trabalhei com ele várias vezes e é muito simpático, mas tenho medo que ele apresente um programa voltado para a promoção de reality shows e em total sinergia com esses conteúdos e, dessa forma, não estamos interessados em colaborar“.

O futuro poderia passar por um programa inteiro dedicado ‘A Máquina da Verdade‘

“A Máquina da Verdade pode ocupar um programa inteiro, como já fez com sucesso em Inglaterra ou Espanha. Temos um formato para isso, falta uma produção adequada“, disse José Fernández de Landa com a convicção de ser um programa que pudesse ter grande sucesso na televisão portuguesa.

Quanto ao final do seu vínculo, que coincidiu curiosamente com o regresso de Cristina Ferreira à TVI, José Fernández de Landa revela que não houve uma única palavra sobre o assunto com a nova diretora de entretenimento e ficção e que a sua saída e a entrada de Cristina Ferreira na TVI foram meras coincidências.

“A Cristina não falou comigo, suponho que estaria muito ocupada a apagar o fogo que ela mesma ajudou a criar na TVI. Já tem muito com que se preocupar, sobretudo como vai pagar os 20 milhões de euros que a SIC lhe pede“, atira.

José Fernández de Landa desiludido com Fátima Lopes

A maior desilusão é com a apresentadora que durante 11 anos conduziu “A Tarde é Sua”, Fátima Lopes. “A Fátima dececionou-me muito. Lembro-me que, há alguns anos, quando teve uma das suas crises psicológicas, o que a levou a estar ausente mais de uma semana, decidi pedir o seu numero de telefone para lhe ligar e dar algum alento, mas a sua resposta foi: ‘Quem te deu o meu número?’. A partir desse momento fizemos mais de 300 programas, recebendo-me sempre com um sorriso que faz parte da sua imagem“, O responsável pela rubrica ‘A Máquina da Verdade’ no programa que a TVI exibiu durante 10 anos nas tardes da semana, ‘A Tarde é Sua’, voltou a tecer duras críticas à produtora, a Fátima Lopes e esclarece agora a saída da TVI numa entrevista à Revista TV 7 Dias.