Mariana Pacheco é um dos rostos da nova aposta da SIC para as noites de ficção com a novela portuguesa “Amor, Amor”.

Em entrevista à Revista Caras, a atriz e também cantora abriu o coração para falar sobre o amor, os seus sonhos e tudo o que a vida lhe tem para oferecer. Há sempre espaço em nós para o amor. A vida é amor e há espaço para ele em todo o lado, façamos nós o que fizermos, estejamos mais ou menos ocupados”.

De amor é também o seu sonho que vem desde que se lembra, o de querer ser atriz. “Um sonho onde também entra a música, que está equiparada à representação. E é isto que transforma uma vida em magia".

Além da representação e da música, a literatura, a praia, a natureza e o pôr-do-sol são o porto de abrigo da atriz. “No ano passado, fruto do confinamento, acabei por me sentir ainda mais ligada à terra, às árvores e às plantas. Não sentia muita empatia por estas coisas e agora sinto-me muito ligada às pequenas coisas da vida, que nos dão muita alegria, como ver tomates a crescer numa horta. E acho que o meu caminho é por aqui, nesta ligação a tudo o que sou e ao mundo”, revelou.

“É importante sabermos ter a paz de espírito de estarmos sozinhos, de sabermos parar, de não vivermos a correr”.

Se todos os dias parássemos uma hora para ir à praia, caminhar, ver o pôr do sol, seríamos todos muito mais felizes. Tirar um bocadinho de cada dia para nada, só para nos ligarmos ao nosso mundo e a nós mesmos. Sem distrações. São estas pequenas ações que nos trazem mais felicidade, mais saúde mental… É tudo uma grande correria e ninguém sabe parar […] É muito importante saber ter a paz de espírito de estarmos sozinhos, sabermos parar, não vivermos a correr”.

Ainda sobre a sua felicidade e liberdade, a atriz revelou que “gosto de me sentir livre em todo o lado, dentro daquilo que me faz sentir confortável. E isso é, de certa forma, um princípio importante para nos sentirmos bem connosco próprios, para não nos sentirmos presos nem sufocados. Esse sentimento de liberdade também está muito presente na forma como comunico, na possibilidade de dar a minha opinião. Sinto-me livre dentro e fora do meu corpo. Sem preconceitos, restrições ou barreiras”.

Para esta nova telenovela da SIC, onde Mariana Pacheco dá vida a Cátia, atriz passou grandes temporadas em Penafiel. Uma experiência que adorou e lhe permitiu enriquecer esta personagem.

Antes de participar neste novo projeto, a atriz integrou o elenco de 'Golpe de Sorte', a série televisiva da SIC que encantou os portugueses.