Marta Cardoso cortou a ligação aos reality shows no final de 2020. A decisão foi anunciada há vários meses. No entanto, a comentadora do "Big Brother 2020" e do "Big Brother: A Revolução" causou polémica perto do final da participação ao criticar Teresa Guilherme.

"20 de reality shows é muito tempo. Para mim, no final deste ano seguramente acaba-se o ciclo de reality shows. Saio de coração cheio. O 'Big Brother' voltou melhor do que nunca, evoluído, mais consciente e sensato. Agrada-me pensar que há 20 anos comecei um ciclo que hoje está desta forma", revelou, em agosto, na altura de forma surpreendente no "Você na TV".

Perto da despedida, a comentadora criticou a falta de imparcialidade da apresentadora.  "Acho que há aqui uma forma de tratamento dos concorrentes que eu como ex-concorrente não posso compactuar. Não foi uma, nem duas, nem três vezes. Gostava de apelar a quem me ouve e correndo o risco de correr o emprego, com toda a gratidão e respeito que tenho pela TVI, pela Teresa e pelo Big Brother que acompanho há 20 anos, que o 'BB' não está a ser bem feito", esclareceu, num dos "Extras" em que participou, em novembro.

Em declarações à revista "TV Guia", Marta Cardoso nega que as críticas a Teresa Guilherme tivesse levado a deixar de fazer dos comentários. "Quando começou o 'BB 2020', disse que encerrava aqui um capítulo de 20 anos e que deixaria de estar ligada a este tipo de programas (...) fechei um ciclo", explica.

Quanto ao futuro, a jornalista não revela os planos, por serem "pessoais. Contudo, a comentadora refere que "vão estar muito longe da televisão" e que "já tive os meus 20 anos de fama".