O ator António Cordeiro faleceu este sábado, dia 30 de janeiro, depois de ter dado entrada no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, na manhã de sexta-feira. Tinha 61 anos.

Na longa lista de participações do ator, constam as produções "Vila Faia", "Laços de Sangue", "Mar Salgado", "Bem-Vindos a Beirais", "Coração d'Ouro", "Depois do Adeus", "Sinais de Vida", "Liberdade 21", "Perfeito Coração", "O Processo dos Távoras", "Morangos com Açúcar", "O Lampião da Estrela" e "A Minha Sogra é uma Bruxa". O último projeto em televisão foi a novela "Espelho d'Água", transmitida pela SIC.

Desde 2017 que o ator se encontrava a lutar contra uma doença neurológica grave e degenerativa: Paralisia Supranuclear Progressiva.

Em entrevista a Daniel Oliveira para o "Alta Definição" em setembro de 2018, o ator falou das limitações da doença e revelou que não se sentia preparado para a reforma e que queria continuar a trabalhar, o que deixou o entrevistador comovido.

Nas redes sociais, a também atriz Isabel Medina lamentou a perda do ator e deixou uma mensagem de consolação a Helena Cordeiro, a sua companheira. "Querido António Cordeiro. Descansa na luz e em paz. Obrigada por teres cruzado o meu caminho e até sempre. Querida, maravilhosa Lena, abençoada sejas, pelo teu amor e dedicação, sempre de sorriso pronto. O António teve uma grande companheira!”, escreveu.

Licínio França também partiu este sábado.

Este sábado ficou marcado também pela morte de outro ator: Licínio França, que partiu aos 67 anos. Este ator teve uma relação de 20 anos com a atriz Noémia Costa que chegou ao fim em 2007. Há mais de 10 anos que o ator sofria de Alzheimer precoce.

Em televisão, participou em projetos como "Eu Show Nico", "O Posto", "Filha do Mar", "Fábrica de Anedotas" e "Vá para Fora... ou Vai para Dentro". Em 2006, foi afastado da série "Câmara Café", da RTP1, por apresentar dificuldades em decorar o texto.

No entanto, depois disso, fez pequenas participações na novela infanto-juvenil "Floribella", na série "Conta-me como Foi" e em novelas da TVI como "Deixa-me Amar", "Feitiço de Amor" e "Flor do Mar".