Pedro Fonseca e Pedro Soá são "velhos" conhecidos. Os dois concorrentes de "Big Brother: A Revolução" e de "BB2020" trabalharam juntos mas a relação não foi pacifica, confirmou Pedro Fonseca, no Extra do 'Big Brother: Duplo Impacto".

Além de serem ambos do Ribatejo, os dois quarentões não têm só isso em comum. "Trabalhei com o Pedro Soá há 20 anos e ele até pode ter mudado, estive poucas vezes com ele depois disso", referiu o terceiro classificado da última edição finalizada do reality show. Fonseca contou que, na altura "era impossível confiar nele, era um lobo na pele do cordeiro". "A morte prematura do pai" é a razão apontada pelo filho de Maria Antónia para os traços de personalidades negativos do ex-colega.

Soá não se referindo ao antigo colega, criticou o leque de concorrentes do "Big Brother: A Revolução". "O casting não foi bem feito. Há pessoas que não estão a fazer lá nada, são banais. No final, há sempre alguém a passar pelos pingos da chuva".

Segundo a revista "TV Guia", Pedro Fonseca chegou a ser chefe de Soá. O mágico e antigo comissário de bordo refere que, "acho que ele agora está a melhorar um bocadinho...". O finalista do "Big Brother: A Revolução" deixa ainda um conselho ao concorrente do "Duplo Impacto": " O Pedro [Soá] ganhará se for ele próprio mostrar como é, mais do que estar ali a mostrar-se tranquilo".