"Quem está lá fora ganha dinheirinho à nossa conta, devia ter muito mais respeito. Temos família e dignidade. Para mim, é assustador como é que se aplaude um comentador que goza. [...] Até vou dizer uma coisa, acho que não nos devemos vender nem por mil, nem por dois mil ou cinco mil euros, mas fica aqui a dica se estivermos em direto: como é que alguém, por 650 eurinhos por mês, se dá ao trabalho de fazer aquele teatro em televisão? Humilhar as famílias e os concorrentes e andar a contar os trocos. Tenham juízo e respeito.", critica Helena Isabel.

A revelação e as críticas aos comentadores vieram no seguimento da primeira cadeira quente do "Big Brother- Duplo Impacto" que estreou no passado domingo, dia 03.

No "Extra" do programa, Ana Garcia Martins e Pedro Crispim reagiram às críticas.  

"Não pensem que me vão coagir com este tipo de discurso, que me vão limitar e impedir de dizer o que quer que seja, porque eu farei o que faço sempre desde que entrei para aqui como comentadora.", afirmou a influencer.

"Falar de dinheiro, principalmente nos dias de hoje, é muito complicado. Achar que é pouco ganhar 650 euros quando há pessoas que não têm sequer metade, não têm nada para meter à mesa, com uma família inteira para sustentar, é quase gozar com o mundo nesta altura do campeonato, com esta pandemia em que tanta perdeu o emprego. Se 650 euros para a Helena Isabel não é nada para muita gente era a salvação.", defendeu o estilista.