Afastada das novelas desde "Alma e Coração", em 2019, Rita Blanco regressou aos elencos regulares de uma novela este ano, em "Amor Amor". Na pele da divertida Paloma, a atriz conta quais foram os seus maiores desafios nesta novela e quais os projetos que têm em vista.

Em declarações à revista TV Mais, a artista revelou que a preparação para a personagem em "Amor Amor", uma cantora pimba, foi bastante fácil, pois a música popular portuguesa está muito presentes nas nossas vidas. Porém, a grande inspiração para dar vida a Paloma foi Amália Rodrigues. Não no género de música, mas sim na sua postura enquanto diva.

«Eu não desafino, mas não sou cantora de maneira nenhuma»

Rita Blanco confessa ainda que o seu maior desafio neste projeto foi o facto de ter de cantar. Embora não cante muito ao longo da novela, teve sempre a ajuda de Toy (diretor musical de "Amor Amor") nas suas dificuldades.

Sobre o visual da sua cantora popular, Rita Blanco garante, entre risos, que não gosta nada do guarda roupa excêntrico, mas que nos dias mais frios lhe dá imenso jeito. Um dos hábitos mais difíceis para a atriz são as unhas de gel, pois como não é algo que faça regularmente, destrói-as muito facilmente.

Rita Blanco não vai estar até ao fim da novela e as gravações da sua personagem já terminaram no passado mês de dezembro. A artista revela que o processo de gravações, no geral, foi muito divertido. Mas que nos últimos dias esteve muito nervosa, pois tinha medo de ficar contaminada com Covid-19 e atrasar a novela e o filme que ia começar a gravar.

«Meu Deus, se eu apanho Covid, para além de ser horrível, ponho em causa tanta coisa»

Na altura de se despedir da sua personagem, Rita Blanco garante que não custou muito porque a Paloma não tem nada a ver consigo. Portanto, foi muito fácil despegar-se de tudo o que a sua personagem lhe trouxe. Contudo, confessa que se divertiu muito durante o projeto, que considera ter sido ultraleve.

Sobre Alexandra Lencastre, a artista partilhou ter ficado com pena que a colega não tenha chegado a fazer o papel que lhe estava entregue (Ângela Pinto, personagem de Luísa Cruz). Afirma ter ficado satisfeita por também ter contracenado com Luísa Cruz, mas que com Alexandra Lencastre teria sido um bom reencontro.