Rui Pedro foi o segundo concorrente a ser expulso do ‘Big Brother – Duplo Impacto’ e, durante a semana que esteve nomeado, mostrou vontade de desistir do jogo.

Enquanto dentro da casa, Rui mostrou diversas vezes vontade em desistir do 'Big Brother', isto porque, cá fora, tinha a sua família e amigos a atravessar uma fase complicada.

Uma série de tragéidas aconteceram como: "O avô da Jéssica faleceu, a mãe da minha melhor amiga também faleceu, o meu pai piorou, infelizmente, e a esposa do meu pai também vai ser operada", revela o empresário.


O pai de Rui Pedro foi hospitalizado dias depois do filho entrar no ‘Big Brother’. O empresário está devastado e pouco otimista.

O pai, José Figueiredo, foi hospitalizado um dia depois do filho ter entrada na casa mais vigiada do país, para ser operado a um cancro no estômago, no entanto, as notícias não foram as melhores.

Eles abriram, tocaram, perceberam que a maldade continua e, por isso, está um pouco triste. Ainda ontem [dia 18], ao final do dia, estava-me a dizer que não conseguia comer, não conseguia ir à casa de banho e que estava muito triste. Acabaram por não retirar nada e acabaram por continuar com a químio para reduzir“, revela Rui Pedro à revista TV 7 Dias.

Os médicos optaram por não retirar o tumor e o seu progenitor “sentiu-se psicologicamente derrotado porque pensou que a batalha estava a ser vencida e que afinal não está assim tão vencida quanto achavam“. José Figueiredo tem comido muito pouco, o que “é ainda pior”.

A última vez que saí do Big Brother estive uma semana sem ir a casa e os meus amigos disseram para eu não ir porque ia vê-lo degradado fisicamente. Ele perdeu 14 quilos“, desabafa Rui Pedro, que olha para a situação de forma muito pouco animadora.

Eu só vejo isto de uma maneira, que é a pior, que é não mexem porque não vale a pena. Não é isso que me passam, mas é isto que eu sinto e não conseguia estar lá dentro a pensar nisto. (…) Estou muito triste”.