Sara Barradas foi burlada pela mãe num esquema que agora levou a progenitora a ser condenada a sete anos de prisão.

O 'ATelevisão' cita o jornal 'Correio da Manhã' que teve acesso ao processo e divulgou que Felisbela Dias terá proposto à atriz e ao companheiro desta, José Raposo, a compra de cinco imóveis localizados em zonas nobres de Lisboa que estariam a preços vantajosos.

O casal acreditou na palavra da mãe e sogra e avançaram com o negócio, que nunca chegou a ser concretizado, dando um sinal de 13 mil euros.

No dia da escritura, Felisbela mentiu à filha dizendo que não conseguia falar com negociante. Além disso, a mãe de Sara Barradas garantiu que ela própria foi enganada.

Ainda de acordo com a informação do CM, o casal não apresentou queixa contra Felisbela. Outras vítimas, no entanto, fizeram-no levando à sua condenação a sete anos de prisão efetiva. O companheiro de Felisbela também esteve envolvido nas burlas que resultaram num lucro de 290 mil euros, dos quais 70 mil foram devolvidos.

No Tribunal, a mãe da atriz mostrou-se arrependida, mas não houve absolvição. Recorreu da decisão para o Supremo Tribunal de Justiça e está a aguardar resposta.