Eduarda, no entanto, não se deixa ficar. "Vais ouvir-me ou achavas que fazias o que querias e ficava tudo bem? Deixaste que o teu namoradinho me expusesse em público, deixaste que me humilhassem... Eu sou tua mãe", confronta a filha no escritório.

Beatriz ri-se: "Tu pareces doida... Depois de ver aquele vídeo, de te ouvir dizer que raptaste o Rodrigo, que mataste a mãe dele... Tu não és minha mãe, tu não me és nada".

Eduarda defende-se dizendo que tudo aquilo era falso e que se tratava de uma montagem mas a filha não acredita. Ela acusa Beatriz de ser ingrata: "Tirei-te um pai biológico que não valia nada e dei-te o Francisco, impedi que fizesses o luto de um recém-nascido e dei-te o Martim, esta herdade". Beatriz defende-se: "Tudo à custa de mentiras, de destruíres a vida do Diogo e da família dele. A única coisa boa que fizeste até hoje foi desistir do Martim”. Eduarda riposta: "Nunca desisti do meu filho. Sacrifiquei-me para seres feliz, mas tu não merecias. Devia ter-te deixado a sofrer. E quero ver o Martim".

Beatriz nega-se a que haja uma aproximação entre eles: “Afasta-te de nós, esquece que existimos e vai-te embora de uma vez". Eduarda faz-lhe um aviso: "Não vos vou facilitar a vida". Beatriz não cede à ameaça: "Como queiras. Tenho os meus filhos e vou casar-me com o homem que amo. Vou recomeçar do zero, sem mentiras, sem esquemas, sem angústias, sem o teu ódio".

Eduarda não esconde ter sido apanhada de surpresa e quer saber quando é o casamento mas Beatriz não lhe diz: "Não vais saber porque não vais ser convidada. O Diogo e eu vamos construir uma família, cheia de amor e vamos fazer tudo para ficar longe de ti". Mas Eduarda não se conforma em ficar sem o seu filho mas Beatriz rectifica: "Ele é meu filho e tu não podes fazer nada". Eduarda volta a ameaça-los: "Quando vocês menos esperarem, transformo as vossas vidas num inferno. O teu capitão resolveu voltar para se vingar de mim, não foi? Agora é a minha vez, vou fazer-vos pagar por tudo o que me fizeram, vou vingar-me."

Fonte: Telenovelas