Herman José revela que tem tido convites da SIC e da TVI para projetos de ficção. Em entrevista à revista Nova Gente, o humorista confirma as abordagens, mas reafirma a lealdade à RTP.

Há um grande interesse por mim na ficção, em ambas as televisões [SIC e TVI]. Não teria problema algum em integrar uma das novelas, mas para isso era preciso que a RTP prescindisse dos meus serviços”, esclarece. O apresentador de “Cá por Casa”, formato em que muito se revê, afirma que o programa “não tem encaixe nas televisões privadas”.

Por outro lado, o comunicador não deixa de opinar sobre a atual situação do meio televisivo em Portugal. Herman José afirma que a estação de Queluz de Baixo “está numa fase de grande experimentação” e “a espevitar muito aquilo que terá de ser a contraprogramação da SIC”. Sobre Cristina Ferreira, a antiga cara da SIC afirma que “não gostava de lhe estar na pele pela responsabilidade e uma visibilidade que exigem muito”.

Por fim, o humorista falou ainda de uma das suas “grandes tristezas de 2020”, o cancelamento dos espetáculos ao vivo. No entanto, Herman José salienta que em algumas atuações em período de pandemia, com o público reduzido para metade, a reação “espantou-me sempre”. O comunicador conclui que a razão para a surpresa pode estar relacionada com a “necessidade de se sentarem na mesma sala com outras”.