Vera Kolodzig, esteve no passado sábado, dia 23, à conversa com Daniel Oliveira no programa "Alta Definição".

O apresentador confrontou a atriz sobre o processo de separação e o "luto" do fim de um relacionamento. Sobre o assunto Vera acabou por falar, pela primeira vez, sobre a separação de Diogo Amaral que foi, várias vezes, internado em clínicas de reabilitação.

"O Diogo tinha um problema de adições e claro que isso vai afetar as relações mais próximas".

A relação de ambos estava a ficar desgastada e a atriz colocou o filho em primeiro lugar. "A partir do momento que eu tinha o Mateus, eu também tinha muito a consciência do exemplo que eu lhe queria dar. E eu tenho a noção que há muitas pessoas que às vezes não se separam pelos filhos porque acham que é mais importante manter a imagem da família perante os filhos. E para mim não, é mais importante passar uma mensagem de amor verdadeiro. E o amor verdadeiro é eu amar-me a mim própria também. Se eu estou numa relação em que não me sinto amada ou que não me estou a amar a mim não posso estar a passar essa mensagem ao meu filho".

Vera e Diogo anunciaram a separação em 2017 mas já estavam separados antes de fazerem o anúncio público. A atriz afirma que o fim do relacionamento nunca interferiu na boa relação de ambos com o filho.

"Ele era muito pequeno, tinha dois anos, ele não se lembra do pai e da mãe juntos. Só se lembra de nós separados. E nós sempre fomos super cuidadosos com ele e na nossa relação com ele. Nunca deixámos que nenhum tipo de conflito nosso passasse para ele".

E acrescenta ainda "Nós somos amigos, nós sempre tivemos juntos nos momentos importantes para o Mateus".

Vera Kolodzig aproveita ainda para dizer como está a aprender a olhar para as relações. "Numa relação nós temos de ter a capacidade de sermos felizes independentemente do outro. Temos de encontrar a felicidade em nós e o outro deve ser um acréscimo à nossa felicidade e não uma dependência".